PONTA GROSSA - PR             


Posse Responsável

A posse responsável dos animais é um compromisso com a vida.

Ter um animal de estimação é uma responsabilidade que pode durar anos. Antes de receber um cão ou gato em sua casa, reflita sobre os deveres de um dono responsável.




Os Dez Mandamentos da Posse Responsável de Cães e Gatos

1. Antes de adquirir um animal, considere que seu tempo médio de vida é de 12 anos. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados.

2. Adote animais de abrigos públicos e privados (vacinados e castrados), em vez de comprar por impulso.

3. Informe-se sobre as características e necessidades da espécie escolhida: tamanho, peculiaridades, espaço físico.

4. Mantenha o seu animal sempre dentro de casa, jamais solto na rua. Para os cães, passeios são fundamentais, mas apenas com coleira/guia e conduzido por quem possa contê-lo.

5. Cuide da saúde física do animal. Forneça abrigo, alimento, vacinas e leve-o regularmente ao veterinário. Dê banho, escove-o e exercite-o regularmente.

6. Zele pela saúde psicológica do animal. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele.

7. Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características.

8. Recolha e jogue os dejetos (fezes) em local apropriado.

9. Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses ou similar, informando-se sobre a legislação do local. Também é recomendável uma identificação permanente (microchip ou tatuagem).

10. Evite as crias indesejadas de cães e gatos. Castre os machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações.

Fonte: Arca Brasil





Importante:


Para gatos que vivem em apartamentos, é necessário colocar telas de proteção nas janelas, para evitar quedas. Ao contrário do que se acredita, gatos escorregam, caem e até podem morrer caindo de janelas e telhados.

NUNCA bata no animal. Se ele fez algo que não devia, reprima-o de outro jeito.

EDUQUE as crianças para respeitar o animal, sem bater, chutar, torcer, jogar ou fazer alguma brincadeira que possa feri-lo. Lembre-se que os animais só costumam agredir se forem agredidos primeiro.

NUNCA deixe seu animal preso à correntes, ou em canis apertados. Animais devem ter liberdade e espaço para andar para cá e para lá. Se você precisar prendê-lo, que seja por pouco tempo.

NUNCA use o animal para fins lucrativos, procriação e/ou como cão de guarda, e nunca o passe adiante. Ele não é um objeto, é seu companheiro.

NUNCA ABANDONE seu animal. Ele sofrerá todos os tipos de maus tratos na rua, sentirá frio, fome, sede e tristeza, poderá ser atropelado e morrer. Se você tem ou quer ter um animal como companheiro, lembre-se de que tem que ser pra vida toda!

Fonte: União Libertária Animal





A posse responsável dos animais é um compromisso com a vida.


A irresponsabilidade na posse dos animais não é privilégio das classes menos favorecidas. Alguns moradores da favela, até procuram amenizar o problema dos animais abandonados, os adotando e levando para a comunidade.

A aplicação de uma política nacional que vise controlar a superpopulação, implantando leis que especifiquem as responsabilidades do dono, somada a um eficiente trabalho desenvolvido pela vigilância epidemiológica, garantiria uma qualidade de vida a todos.

A falta de união entre as associações protetoras, clínicas veterinárias e órgãos públicos permitiu que a população canina brasileira ultrapassasse os 5 milhões de animais, limite recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

Para controlar o risco de doenças e ataques, o correto é a presença de um cão para cada dez habitantes.

Na cidade de São Paulo, existe 1,3 milhão de cães, o equivalente a um por oito habitantes. Os Estados do centro-oeste tem a média de dois cães para cada dez pessoas. Os Estados do Sul são os únicos adequados a recomendação da OMS.

Existe um mito que todos os cães devem procriar pelo menos uma vez para que eles permaneçam sempre saudáveis. Na realidade, a fêmea esterilizada reduz a chance de desenvolver câncer de mamas e infecções no útero e os machos de se envolverem em acidentes de trânsito, brigas e mordeduras.

O macho não castrado torna-se mais violento e propenso ao ataque e a transmissão de doenças contagiosas.

A cada criança que nasce, nascem 15 cães e 45 gatos. Numa estimativa aproximada, a cadela no prazo de 6 anos gera indiretamente 64 mil filhotes e a gata, em 7 anos gera 420 mil novos seres. O número de animais abandonados, não é maior porque muitos morrem precocemente.

Os abrigos não representam a melhor opção e, sim uma forma de armazenar o problema, sem poder nem a curto ou longo prazo encontrar uma solução.

Adotar um animal exige responsabilidade do dono e um compromisso com a vida deste ser indefeso. O abandono precisa ser encarado como um ato desprezível. O trato dispensado ao animal deveria caracterizar o perfil do caráter da pessoa.Quem o maltratasse deveria ser marginalizado pela sociedade.

Somente o idealismo não é suficiente para encontrarmos o melhor caminho. Precisamos agir e cobrar um programa humanitário nas escolas, uma campanha de conscientização para que a população saiba como evitar a procriação e a comercialização indiscriminada de filhotes.

Os animais não podem pagar com a vida o preço da incoerência humana. No passado, os trouxeram para nossa sociedade e hoje não querem assumir a conseqüência deste ato. Toda posse deve ser responsável. Não ignore teu amigo!

Fonte: WebArtigos.com 
Autor: Vininha F. Carvalho
Data Pubicação:17/10/2006

Nossos Patrocinadores
 
 
 
Campanhas
 
 
A Ong
Quem Somos
Notícias
Resultados
Como Ajudar
Doação
Adoção
Patrocínio
Animais para Adoção
Voluntariado
Fatos e Curiosidades
Notícias
Posse Responsável
A Importância da Castração
Primeiros Socorros
Legislação
Links
Cuidados com os PETS
Contatos
Formulário
Email e Fones
Redes Sociais
Patrocínio

Adoção
ADOTE [anúncios da ONG]
ADOTE [anúncios dos Internautas]
ANUNCIE [animais para DOAÇÃO]




Copyright © SOS Bichos - Ponta Grossa/PR/Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por [CiadaLogo] [Jefferson de Mello] [Trilhas]